Secretária de Educação quer aumentar o número de alunos por turma na educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental

Os sindicatos tiveram acesso a um documento em nome da secretária de educação, Adriana Palmieri, em que ela solicita ao Conselho Municipal de Educação o aumento do número de alunos por turma.

Apesar de afirmar frequentemente que atua com o compromisso da melhora da educação, a secretária não parece estar a par da realidade enfrentada nas unidades educacionais.

Seis anos com salários congelados, desrespeito à lei do piso que trata da hora atividade, não reconhecimento das educadoras como trabalhadoras da educação e negativa ao seu direito à hora atividade, sem falar da falta de infraestrutura encontrada nas escolas e CMEIS – muitos sem ter sequer papel sulfite já no início do ano letivo.

Atribuem os baixos índices do IDEB a nós, professoras e professores, quando não nos dão mínimas condições de trabalho.

Em que mundo nossos gestores vivem?

Não é difícil entender que aumentar o número de alunos por turma (que já não é baixo ) é sinônimo de precarização do trabalho docente. Aos trabalhadores em educação, mais tarefas, mais trabalho e mais responsabilidades. Menos condições de trabalho. Aos alunos, menos condição de atendimento. Ao governo, o lucro que pode gerar a economia de abrir menos turmas.

É vergonhosa a forma com que a educação do município vem sendo tratada nos últimos anos. Entra prefeito , sai prefeito e a situação é a mesma. Basta de perseguição  aos servidores!

Apesar de diversas tentativas de marcarmos reunião com a secretária, a resposta é sempre a mesma: falta de agenda.  É dessa forma que ela tem tratado as necessidades dos trabalhadores que atendem nossas crianças no município.

O tema pode ir à pauta no Conselho Municipal de Educação a qualquer momento. Se necessário for, faremos plantão para evitar mais essa arbitrariedade. Queremos diálogo e respeito!

SISMMAR e SIFAR estão juntos na resistência por mais esse ataque.

Firmes!

RECEBA NOSSO INFORMATIVO



Acompanhe nossas redes sociais